NOVIDADES
Sábado - 17/10/2017 Brasil investe em 65 destinos turísticos para receber Copa do Mundo

Brasil investe em 65 destinos turísticos para receber Copa do Mundo

 

Atualmente, o turismo responde por cerca de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Desse total, 85% são receitas geradas pelo turismo doméstico. Aproximadamente 7,2 milhões de brasileiros trabalham nas chamadas Atividades Características do Turismo (ACTs) no País, e estima-se um aumento de 10%, até 2014.

Desde que o Brasil foi eleito país-sede da Copa do Mundo de 2014, o Ministério do Turismo (MTur) começou um plano de trabalho para estruturar 65 destinos brasileiros e transformá-los em modelo de alto padrão de qualidade turística até o ano da copa. Essa meta foi instituída pelo Plano Nacional de Turismo, com intuito de habilitar os destinos a oferecerem atividades turísticas com nível de excelência. No ano da Copa, o País deverá receber oito milhões de visitantes, sendo 600 mil apenas no mês do Mundial. O número de brasileiros que devem viajar dentro do Brasil durante o evento deve chegar a três milhões.

De acordo com o ministério, as ações serão para promoção nacional e fortalecimento da imagem do Brasil, qualificação profissional, articulação de linhas de crédito para reforma e ampliação da capacidade do parque hoteleiro e investimentos em infraestrutura. 

Para a infraestrutura, especificamente, foram aprovados até o momento projetos que somam U$ 1,48 bilhão em financiamento. Outros U$ 1,42 bilhões estão em análise pela Comissão de Financiamentos Externos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Cofiex/MPOG). Esse valor pode ser acessado por estados, capitais e cidades com mais de um milhão de habitantes.

Programas - O Programa Bem Receber Copa foi criado para qualificar o segmento. O foco é em pessoas, empresas e destinos, envolvendo os setores de alimentação, hospedagem, receptivo, segurança para o turismo e serviços em geral. Serão qualificados cerca de 306 mil profissionais nas 12 cidades-sede e nos demais destinos priorizados no programa. O investimento previsto é de aproximadamente R$ 440 milhões até 2014. Outros oito mil empregados em atividades do Turismo de Aventura também serão contemplados. 

Além disso, mais de 15 mil pessoas serão treinadas para o projeto Pontos de Informação ao Turista (TIPs). O propósito é transformar os empreendimentos do setor de alimentação em centros de informações ao turista.  No local, o turista terá informações sobre a cidade-sede, por meio da distribuição de guias, folhetos, disponibilização de internet via rede wi-fi, etc. 

Ainda para qualificação, o Programa Olá Turista oferece 80 mil vagas gratuitas para cursos on-line de inglês e espanhol para 80 mil estudantes, empreendedores individuais e profissionais do setor turístico. Estão abertas, ainda, as inscrições para o projeto Profissional Bom de Copa: são oito mil vagas nas 12 cidades-sede para profissionais do segmento de alimentação, como garçom, atendente, caixa e gerente. Todos os projetos já estão em andamento. Quase dez mil trabalhadores da hotelaria, do setor de alimentação e de locação de automóveis já foram qualificados. 

Para financiar a construção, ampliação e reforma da rede hoteleira foi criado o programa BNDES ProCopa Turismo. A linha de crédito terá valor inicial de R$ 1 bilhão. O Brasil possui mais de 28 mil meios de hospedagem, entre hotéis, pousadas e albergues.

Fonte : www.secom.gov.br

© 2010. Todos os direitos reservados. Melhor visualização em resolução 1024x768 pixels