NOVIDADES
Terça-feira - 17/10/2017 Turismo de aventura cresceu 114% em um ano

Turismo de aventura cresceu 114% em um ano

Em reunião na Secretaria de Estado do Turismo (Setur-AL), na última terça, 26, a Associação Brasileira de Turismo de Aventura (Abeta-AL) apresentou um panorama da situação do segmento de aventura em Alagoas. O objetivo do encontro foi apontar o crescimento e as necessidades para o desenvolvimento e consolidação das atividades.



No momento, o presidente da Abeta-AL, Charles Almeida, disse que o segmento mostrou crescimento de 114% no primeiro semestre de 2011, comparado a 2010. “Nos últimos anos, com o apoio da Setur, estamos conseguindo colocar o turismo de aventura num patamar potencial, a procura tem aumentado bastante. Entre os mercados emissores, o paulista é o que mais procura, o que representa 68% da demanda , o restante fica com as regiões Sudeste e Nordeste”, explica.

Charles e os outros empresários ressaltaram ainda que, a divulgação e promoção da aventura estão sendo realizadas em diversas feiras do segmento, nacionais e internacionais, como a Adventure Sports Fair e ABETA Summit, promovendo cada vez mais o ecoturismo e turismo de aventura. “Participamos esse ano do Salão do Turismo e o resultado foi muito positivo, por isso, também vamos marcar presença na ABAV”, garantiu.

A Setur-AL, através das superintendências de Marketing e de Produtos e Destinos, se prontificou a continuar dando apoio na divulgação do segmento.
Segundo Paulo Kugelmas, superintendente de Marketing da Setur-AL, o apoio será contínuo, tanto na participação de feiras, como por exemplo a ABETA Summit 2011, assim como na elaboração e produção de um material promocional específico do segmento, com fotos e informações de todos os atrativos de aventura no Estado. O material fica pronto no segundo semestre de 2011.

Novo Projeto – Além das discussões de novas ideias para o turismo de aventura e apresentações, foi levantada a possibilidade de um novo projeto em Alagoas para divulgação e comercialização do segmento.

Ficou definido, que o ideal é ter uma central de reservas como um ponto da ABETA-AL, na orla de Maceió e até no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso para divulgar os produtos e vender o segmento em Alagoas. “Vamos definir estratégias de mercado para esse segmento”, assegurou Paulo Kugelmas.
Participaram da reunião, A Setur-AL, com as superintendências de Marketing e Produtos, os APL Lagoas e Mares do Sul e o Caminhos do São Francisco e os empresários associados.

Fonte: Alagoas 24h
© 2010. Todos os direitos reservados. Melhor visualização em resolução 1024x768 pixels