NOVIDADES
Quinta-feira - 17/10/2017 Regência: Lazer e Cultura.

Os moradores de Regência Augusta e turistas que passarem pela aconchegante vila do litoral linharense, terão como lazer cultural, além do mini trio Fubica, a exibição de 11 curtas-metragens do projeto.

18º Vitória Cine Vídeo Itinerante põe o pé na estrada” com início às 19h em um caminhão que estará estacionado em frente ao Museu Histórico de Regência. Esta mostra em Regência conta com o apoio da AMOR – Associação dos Moradores de Regência e do Projeto TAMAR/ICMBio.



O festival de curtas que esta circulando pelas praias capixabas desde início de janeiro, tem como objetivo levar o cinema democratizar o acesso ao cinema e estimular o gosto do público pela produção audiovisual. Serão 2h20 de mostra dos melhores vídeos de ficção e animação que estiveram na programação das três últimas edições do maior festival.



Entre os selecionados, produzidos por gente de todo o Brasil, destaque para o representante capixaba, “Ilhas Cayman”, e o carioca “Mãos de vento e Olhos de dentro”, vencedor do júri popular de do Festivalzinho, programação infantil do Vitória Cine Vídeo.



 SORTEIO



 Além de curtir a mostra, quem participar do 18º Vitória Cine Vídeo itinerante poderá ganhar uma bicicleta. Em cada um dos 15 locais onde os curtas-metragens serão exibidos acontecerá um sorteio. Os prêmios são oferecidos pelo Shopping Vitória, parceiro do festival.



O 18º Vitória Cine Vídeo Itinerante é realizado pelo Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA) e pela Galpão Produções, em parceria com a Secretaria de Cultura do Governo do Estado, Ministério da Cultura - Secretaria do Audiovisual  e Instituto Sincades.



 



OS FILMES



COMO COMER UM ELEFANTE



JansenRaveira



5’52”-HD-2008-Cor-RJ- Animação



A experiência traumatizante de uma aspirante à Miss ao tentar ler O Pequeno Príncipe.



A MELHOR IDADE



AngeloDefanti



14’53”-Mini-DV – 2011 – Cor – RJ - Ficção



Meu nome é Antenor, tenho 70 anos e uma ferida na perna. Tive que escolher entre o remédio pra diabetes e a mensalidade de TV de cabo. Escolhi a TV. Aos setenta anos, quem precisa de pernas?



EU QUERIA SER UM MONSTRO



Marão



8’-Betacam-2009-Cor-RJ-Animação



Cotidiano de criança com bronquite.



DOIDO LELÉ



Ceci Alves



17’-35mm – 2009 – Cor – BA- Ficção



Caetano sonha em ser cantor de rádio na década de 1950 e foge todas as noites de casa para tentar, sem sucesso, a sorte em um programa de calouros. Até que, uma noite, ele aposta tudo numa louca e definitiva performance.



ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL



André Queiroz e Thaís Bologna



14’-35mm-2009-Cor-SP-Ficção



Em ano de Copa do Mundo, o que poderia ser pior para um garoto argentino do que morar no Brasil?



A ILHA



Alê Camargo



9’47” – DVD – 2008 – Cor – DF-Animação



O filme aborda de maneira bem humorada as dificuldades de se viver em uma cidade grande.




MÃOS DE VENTO E OLHOS DE DENTRO



Susanna Lira



13’ – MINIDV – 2008 – Cor – RJ-Ficção



Um filme sobre amizade entre Lia, uma menina cega, e Tico, um menino solitário e cheio de imaginação. Eles adoram brincar de ver desenho em nuvem e, juntos, iniciam uma jornada de aventura com muita diversão pelo mundo infantil da fantasia.



AS FÉRIAS DELORD LUCAS



Tatiane Neguete



15” –HDV – 2008 – Cor – RS-ficção



Uma marca roxa nos pescoço da irmã deixa preocupado Lucas, um menino de oito anos. Ele tem certeza que ela foi mordida por um vampiro. A partir daí, o menino viverá momentos hilários e confusos para livrar a irmã de terrível maldição.



VIRTUAL CLUB



Gabriela Bresser



4’14” –AVI – 2009 – Cor – RJ- Animação



Em um distante planeta do futuro, um contagiante etezinho chamado Fleurp, brinca sozinho em seu quarto, entediado. Nesse seu planeta seco, antigo e devastado não há mais diversão. Então, Fleurp conhece um lugar novo e muito divertido, através de estranhos óculos descobertos por um mascote.



ILHAS CAYMAN



Gabriel Perrone



15’- 35mm – 2011 – Cor – ES- Ficção



Motorista de táxi leva um passageiro que não sabe dizer o endereço do seu destino, mas ao dar as orientações pelo caminho, o taxista descobre estar indo para sua própria casa. Momentos críticos na vida de um homem podem ser a base para mudanças em relação à vida.



DONA SÔNIA PEDIU UMA ARMA



Gabriel Martins



17’52’’- 35mm – 2011 – Cor - MG- Ficção  



Dona Sônia quer vingança



 

© 2010. Todos os direitos reservados. Melhor visualização em resolução 1024x768 pixels